Desfazendo alguns mitos sobre a bicicleta motorizada

Pedalar é umas das atividades que mais fazem bem à saúde, e a bicicleta pode ter vários níveis de relação com o ser humano: seja como prática esportiva, uma atividade de lazer relaxante, ou um meio de transporte necessário. Mas, você já considerou ter uma bicicleta motorizada?

Há quem ache a bicicleta motorizada algo para quem é preguiçoso, mas isso não é verdade. A adição do motor na bicicleta pode trazer grandes vantagens para a sua vida e também para o meio ambiente.

Falaremos aqui sobre alguns mitos que envolvem as bicicletas motorizadas e que costumam atrapalhar a vida de quem se beneficiaria com uma.

Não precisa pedalar

Isso é uma grande inverdade que as pessoas pensam sobre as bicicletas motorizadas. Elas não são como “motos mais fracas”, é sim necessário pedalar, só que nem tanto. A verdade é que, na maioria das bicicletas motorizadas, o motor serve para diminuir o esforço necessário para transpor terrenos mais difíceis, como subidas íngremes, assim você continuará pedalando, mas fará um esforço físico muito menor. Algumas bicicletas inclusive contam com regulagens de esforço, assim como funciona nas bicicletas ergométricas das academias. É só colocar os fones de ouvido, ligar a música “C’mon Let Me Ride” com feat do eminem para entrar no clima e vai se sentir na própria academia.

São muito fracas

As bicicletas elétricas ou motorizadas devem ter sua velocidade limitada aos 25km/h, pois, de acordo com as leis de trânsito atuais, se passarem disso entram na faixa dos ciclomotores, o que requer a necessidade de carteira de motorista. Sendo assim, esse limite de velocidade é imposto pela lei, mas não signifique que elas tenham motor fraco. Algumas contam com mais de 350w de potência, ou ainda motores à gasolina ou a gás que aguentam muito bem a velocidade máxima, ou até passariam dela facilmente.

Só dá pra usar dentro da cidade

Essa é uma polêmica que vem sendo desmistificada aos poucos com o passar dos anos. As bicicletas motorizadas podem sim ser utilizadas em trilhas e mountain bike, é preciso verificar o tipo de pneu adequado ao terreno, e também acessórios necessários ao ciclista, assim como deve ser feito ao usar as bicicletas tradicionais nesses terrenos. Elas inclusive podem te dar mais vantagens em terrenos íngremes na trilha, assim como fazem na cidade. Claro que, se estiver pensando em competições, somente a bike normal será aceita, mas se tratando de passeios por hoppy, as motorizadas poderão deixar sua aventura de final de semana bem mais radical.

Bicicletas motorizadas prejudicam o meio ambiente

Há quem pense que, por causa da adição do motor, a bicicleta perca a característica eco sustentável tão familiar entre as bicicletas comuns. Até certo ponto isso pode ser verdade, pois, em uma comparação direta com uma bicicleta tradicional, a motorizada vai precisar de energia, seja elétrica ou através de combustíveis de outros tipos e isso a coloca em certa desvantagem.

Mas, se formos compará-la com outros meios de transporte como carros e motos, a bicicleta motorizada é muito mais amigável ao meio ambiente. As pessoas que se preocupam com isso de verdade, farão muito bem em optar por utilizar a bicicleta, ao invés de seu meio de transporte tradicional.

Devemos pensar aqui ainda nas pessoas que tem necessidade de percorrer distâncias muito longas por causa do trabalho ou compromissos e que teriam um desgaste físico muito grande se optassem pela bicicleta tradicional.

Então, deixe o preconceito de lado e comece a considerar todos os benefícios que uma bicicleta motorizada pode trazer à sua vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui